Fernando Barbosa Lima

De Janelapédia
Edição feita às 15h58min de 9 de setembro de 2008 por Admin (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

Fernando Barbosa Lima nasceu no Rio de Janeiro, RJ, a 08/11/1933, filho do jornalista Alexandre José Barbosa Lima Sobrinho.

Foi Sócio e Diretor de Criação da Intervídeo Comunicações. Começou na televisão aos 20 anos, dirigindo programas famosos como "Preto no Branco", "Em Poucas Palavras", "Rio, gosto de você", "Cidade Aberta", "25a hora" e muitos outros. Na TV Tupi criou vários programas como "Gente", "Os 10 mais" e "O Júri". Em 1962 passou a dirigir o jornalismo da Rede Excelsior e lançou programas como "Jornal da Cidade", "Primeira Página", "Encontro com a Imprensa", "Show de Notícias" e o "Jornal de Vanguarda" que recebeu todos os prêmios brasileiros e na Espanha ganhou o prêmio "Ondas" como "o melhor telejornal do mundo". Com a ditadura militar e a censura, Fernando se retirou do jornalismo e transformou a sua produtora Esquire em agência de publicidade. Em menos de um ano, a Esquire estava entre as 10 maiores agências do Brasil. Com a promessa de volta à democracia, Fernando lançou, na Rede Tupi, o programa "Abertura" que marcou a volta do jornalismo político à televisão. O "Abertura" foi mais um programa que ganhou todos os prêmios brasileiros. Com a volta plena à democracia, Fernando dirigiu a TV Educativa, onde criou e lançou mais de 40 novos programas. Entre eles: "Sem Censura", o "Grande Tribunal", "Um nome na história", "Advogado do Diabo", "Sport Visão", "Rede Brasil", "Stadium", "Os Médicos", "Eu sou o show", "1985"e muitos outros.

Na Rede Bandeirantes, com Roberto D'Ávila, criou o "Canal Livre" outro programa super premiado. Fernando foi sócio da produtora independente Intervídeo que realizou programas como "Xinga", "Os Brasileiros", "Conexão Internacional", "Aventura", "Persona", "Diálogo", "Os Criativos", "Japão", "Terra Mágica" e muitos outros. Para a Rede Manchete, Fernando criou e colocou no ar o "Programa de Domingo". Para a TVE, o programa ecológico "Baleia Verde" e "Sábado Aberto". Para a Rede Bandeirantes, como superintendente de jornalismo, criou os programas "Cara a Cara", "Jornal dos Segundos", "Investigação Nacional", "Bandeira l", "Vanguarda" e muitos outros, ampliando a programação jornalística de 45 minutos para 6 horas diárias. Na verdade, Fernando Barbosa Lima já criou mais de 100 títulos de programas que foram ao ar e já ganhou todos os prêmios da televisão brasileira.

Faleceu em 05/09/2008, aos 74 anos, de falência múltipla dos órgãos, após 15 dias de internação.